incentivo à leitura

A Fundação Cultural de Curitiba promove de 13 a 18 de outubro uma série de oficinas, rodas de leitura e debates sobre políticas públicas para a literatura em Curitiba. A Semana Curitiba Lê reunirá no Palacete Wolf, na Casa Hoffmann e no Memorial de Curitiba, escritores, educadores e profissionais de diversas áreas que trabalham com a leitura como prática cultural. Para participar das atividades os interessados devem fazer a inscrição pelo e-mail
coordenacaodeliteratura@fcc.curitiba.pr.gov.br.

Entre os convidados está José Castilho, Secretário Executivo do Programa Nacional do Livro e Leitura do Ministério da Cultura, que apresentará conferência (veja a programação) sobre as novas perspectivas para as políticas públicas de leitura no país e a importância da criação de um Plano Municipal do Livro, Leitura e Literatura, com a articulação conjunta do poder público e da sociedade civil. Para a coordenadora de literatura da FCC, Mariane Torres, o evento é mais uma oportunidade para as pessoas conhecerem e debaterem as ações de formação e incentivo à leitura já desenvolvidas. “Elaboramos uma programação que pretende mostrar diferentes maneiras de realizar a mediação de leitura e como elas podem ser aplicadas nos mais diversos contextos”, explica Mariane.

Sobre o Curitiba Lê – O programa Curitiba Lê é composto por um conjunto de ações de fomento, difusão e formação que visam aumentar quantitativa e qualitativamente os índices de leitura entre crianças, jovens e adultos. As ações são realizadas em 16 espaços de leitura gerenciados pela Fundação Cultural de Curiitba para promover a criação literária e o incentivo à leitura.

Fazem parte ainda do programa Curitiba Lê todas as atividade que a FCC desenvolve no campo da literatura. Entre elas estão os ciclos de leitura, que se propõem a estudar a obra de determinados autores, além de cursos e oficinas literárias. A Fundação Cultural também promove em seus espaços rodas de leitura e sessões de contação de histórias. As Casas da Leitura têm a proposta de funcionar como um centro de estudos e pesquisas voltado à leitura, não só do ponto de vista da promoção do hábito de ler como das discussões teóricas sobre os mecanismos e as formas de incentivo. Nesse sentido, elas também são palco de cursos, seminários e conferências voltados a agentes multiplicadores e incentivadores, como é o caso dos professores da rede municipal de ensino, contadores de histórias, arte educadores e voluntários.

PROGRAMAÇÃO SEMANA CURITIBA LÊ

• 13 DE OUTUBRO (SEG)
9H ÀS 12H – OFICINA DE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS

Esta oficina tem como objetivo pensar a contação de histórias como processo de incentivo à leitura dentro do programa Curitiba Lê. O trabalho parte de reflexões teóricas e exercícios práticos que busquem estimular os participantes a pensar no universo atávico que envolve o compartilhar histórias.

– Narrativa oral;
– Literatura infantil;
– Os ambientes criados para compartilhar histórias;
– Sobre a seleção de histórias para diferentes públicos;
– A preparação das histórias que antecede a apresentação.
– Utilização de recursos como fantoches, instrumentos musicais, tecidos, entre outros.

Ministrante: Fabiane de Cezaro é atriz, contadora de histórias, mediadora de leitura e oficineira. Graduada em Bacharelado em Artes Cênicas na Faculdade de Artes do Paraná. Pós-graduada em Contação de Histórias e Literatura Infantil pela FATUM Assessoria Educacional. Hoje, trabalha como mediadora de leitura da Casa da Leitura Jamil Snege da Fundação Cultura de Curitiba e atriz, na peça Do cão fez-se o dia, livremente inspirada na obra de Valter Hugo Mãe, da Inominável Companhia de Teatro.

Local: Palacete Wolf
Ingresso: Gratuito (mediante inscrição)
Público: Adulto

9H ÀS 18H – OFICINA DE LEITURA INCLUSIVA (FUNDAÇÃO DORINA NOWILL) Voltada para bibliotecários, educadores, profissionais da leitura e demais interessados, a Oficina de Leitura Inclusiva que será ministrada pela psicóloga e gestora da Fundação Dorina Nowill para cegos abordará os seguintes temas:
o Sensibilização e desconstrução de mitos sobre a deficiência visual e a leitura inclusiva;
o Orientações técnicas e práticas sobre deficiência visual;
o Conhecimentos sobre os livros acessíveis, suas diferenças e oportunidades; o Novas tecnologias;
o Orientações teóricas e práticas sobre a leitura inclusiva; o Orientações sobre Audiodescrição;
o Atividade prática de roda de leitura inclusiva.

Ministrante: Ana Paula Silva é psicóloga formada pela Universidade de Guarulhos (1995), com especialidades em psicologia clínica,
educacional e organizacional. Experiência em gestão de organizações sem fins lucrativos de grande porte, com atuação no Brasil, Estados Unidos e Moçambique. Desde 2011 é gestora da Fundação Dorina Nowill para Cegos com projetos de apoio à inclusão, dentre os quais pesquisa nacional, capacitações, gerenciamento e formação de rede de leitura inclusiva pelo Brasil. Apresentou o tema “A Evolução da Leitura Inclusiva” na II Conferência Internacional para Inclusão – Includit, Leiria – Portugal.

Local: Casa Hoffmann
Ingresso: Gratuito (mediante inscrição)
Público: Adulto

19h30 – DIÁLOGOS SOBRE MEDIAÇÃO DE LEITURA
Com Jason Prado (RJ) e Flavio Stein
Mediação: Mauro Tietz

Reflexões sobre as práticas de mediação de leitura e sua relevância sociocultural como política pública

Mauro Tietz é graduado em psicologia pela Universidade Tuiuti do Paraná (1989). Iniciou ações na área cultural em 1996, na Fundação Cultural de Curitiba, onde assumiu a coordenação do Conservatório de Música Popular Brasileira, do Centro Cultural Solar do Barão, da Coordenação de Literatura, assim como a Diretoria de Patrimônio Cultural. É o idealizador do Programa Curitiba Lê.

Jason Prado é fundador da ONG de promoção da Leitura “Leia Brasil”, realizando diversas ações de formação de leitores, festivais, encontros, bienais, curso de formação de agentes de leitura e conferências em todo o Brasil por 19 anos, na qual foi diretor executivo. É consultor da Cátedra UNESCO de Leitura da PUC-Rio desde 2009. Publicou diversos títulos sobre leitura e formação de leitores.

Flavio Stein é mestre pela UFPR, com dissertação centrada em processos de leitura. Atua nas áreas de Teatro, Dança e Música como diretor e dramaturgista. Nos últimos anos tem se dedicado a estudos sobre processos de leitura e vocalização do texto literário. Atua como orientador de laboratórios dedicados à formação de mediadores de leitura pela FCC e coordena O Círculo: núcleo de leitura.

Local: Casa Hoffmann
Ingresso: Gratuito

• 14 DE OUTUBRO (TER)
9H ÀS 12H – OFICINA MEDIAÇÃO DE LEITURA: INTERSTÍCIO SUBJETIVO

A oficina se propõe a refletir sobre a mediação de leitura e sua ambiência subjetiva. O termo “mediação” se relaciona, aqui, com o conceito de roda de leitura, caracterizado como o encontro entre um mediador de leitura e o público, no qual o mediador propõe determinada obra de arte, em sua maioria literária, apresenta suas impressões sobre ela e acolhe as dos participantes, incentivando conversas, reflexões e análises da obra mediada.

– A voz do mediador de leitura;
– A pluralidade de vozes presentes na roda de leitura;
– Técnicas para leitura pública;
– O espaço da roda de leitura;
– As ações do mediador de leitura.
– Proposta de leituras compartilhadas.
– Dinâmicas de sensibilização.

Ministrante: Lucas Buchile é Bacharel em Artes Cênicas com habilitação em Interpretação e Direção teatral pela Faculdade de Artes do Paraná. Foi membro do grupo de pesquisa sobre metáfora na construção de microdramas na Faculdade de Artes do Paraná. Atualmente é mediador de leitura e gestor de projetos culturais na Fundação Cultural de Curitiba, através do Programa Curitiba Lê. Também é pesquisador do Devir, grupo de pesquisa em mediação de leitura e ministrante de oficinas de formação de mediadores de leitura.

Local: Palacete Wolf
Ingresso: Gratuito (mediante inscrição)
Público: Adulto

19H30 – DIÁLOGOS SOBRE AS PRÁTICAS DE LEITURA NAS UNIVERSIDADES Com Cátia Toledo (UNESPAR) e Miriam Pan (UFPR)
Mediador: Flavio Stein

Reflexões sobre a relação dos universitários com os processos de escrita e leitura, assim como o papel desta como prática cultural.

Flavio Stein é mestre pela UFPR, com dissertação centrada em processos de leitura. Atua nas áreas de Teatro, Dança e Música como diretor e dramaturgista. Nos últimos anos tem se dedicado a estudos sobre processos de leitura e vocalização do texto literário. Atua como orientador de laboratórios dedicados à formação de mediadores de leitura pela FCC e coordena O Círculo: núcleo de leitura.

Cátia Toledo é mestre e doutora em Letras pela UFPR. Atualmente é professora da FAFIPAR. Tem experiência na área de Letras, atuando principalmente com literatura infantil, leitura, literatura juvenil e formação do professor. Realiza assessoria pedagógica a diversos estabelecimentos de ensino, enfatizando a importância da leitura literária no Ensino Fundamental.

Miriam Pan é graduada em Psicologia e Fonoaudiologia, especialista em Educação Especial, mestre e doutora em Estudos Linguísticos (UFPR) e pós-doutora em Educação Superior pela University of Texas at Austin. É coordenadora do projeto PermaneSendo na UFPR, o qual, dentre várias ações, propõe oficinas de leitura e escrita aos universitários.

Local: Casa Hoffmann
Ingresso: Gratuito

• 15 DE OUTUBRO (QUA)
9H ÀS 12H – POESIA PARA QUÊ? – OFICINA DE MEDIAÇÃO DE POESIA

A presente oficina tem como objetivo refletir sobre alguns aspectos da constituição do texto poético, como os sons, ritmos e formas, com o intuito de trazer a poesia para mais próximo do leitor. Gostaríamos de traçar diálogos sobre diversos tipos de textos poéticos para que haja a compreensão do quanto a poesia faz, sim, parte de nossas vidas e que não é um tipo de texto “difícil” e “inacessível”. A partir disso, pensaremos também na possibilidade de se levar poesia para o dia-a-dia das crianças e jovens nas salas de aula.

Ministrante: Diamila Medeiros é Mestranda do Programa de Pós-Graduação em Estudos Literários da UFPR, com pesquisa direcionada à poesia contemporânea brasileira. Bacharel em Estudos Literários pela UFPR; trabalha como Mediadora de Leitura da Fundação Cultural de Curitiba, na Casa da Leitura Manoel Carlos Karam onde desenvolve projetos de formação de leitores e pesquisa nesta mesma área.

Local: Palacete Wolf
Ingresso: Gratuito (mediante inscrição)
Público: Adulto

14H ÀS 18H – OFICINA FORMAÇÃO DE LEITORES NO AMBIENTE ESCOLAR

Esta oficina é destinada a professores e agentes de leitura e tem como objetivo a troca de experiências sobre a formação de leitores no ambiente escolar. Terá um primeiro momento com roda de leitura mediada pela ministrante e leitura teórica, no segundo momento os
participantes serão convidados a mediarem pequenas rodas de leitura.

Ministrante: Carla Viccini possui especialização em Literatura Brasileira e História Nacional pela UTFPR e graduação em
Letras-Português pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Como professora já trabalhou em instituições públicas e privadas, ministrando aulas de língua portuguesa, produção de textos e coordenando projetos de leitura e escrita. Como mediadora de leitura desenvolveu três projetos aprovados em edital do Fundo Municipal de Cultura, e trabalhou como mediadora de leitura no ano de 2012 na Casa da Leitura Miguel de Cervantes, na qual realizou os projetos “Elementar meu caro leitor” e “Posso ler pra você? – leitura na Praça da Espanha”. Como ministrante de oficinas e minicursos apresentou pesquisas e relatou experiências sobre a leitura no ambiente escolar, a relação entre alunos e professores a partir da leitura e, mais recentemente, sobre a literatura africana produzida pelo autor Mia Couto. Atualmente leciona para os cursos técnicos integrados ao Ensino Médio na instituição TECPUC e desenvolve projetos de incentivo à leitura.

Local: Palacete Wolf
Ingresso: Gratuito (mediante inscrição)
Público: Adulto

19H30 – DIÁLOGOS SOBRE A FORMAÇÃO DE MEDIADORES DE LEITURA
Com Fernanda Boechat e Mauro Tietz
Mediadora: Marcela Bettega (SESC PR)

Reflexões sobre o papel do mediador de leitura e a sua formação.

Marcela Bettega é graduada em Artes Visuais/FAP-PR e especialista em Leitura e Produção de Texto/FAE-PR. Pesquisa Cultura e Produção Cultural a cerca de 10 anos. Desde 2006 realiza ações voltadas à multiplicidade de Leituras, com projetos subsidiados por instituições como: FCC, Secretaria da Diversidade Cultural – MinC, FUNARTE, e outras. Atualmente é responsável pela área de Cultura do SESC em Paranaguá.

Fernanda Boechat é mestre e doutoranda em Estudos Literários pela UFPR. Atua como professora de Língua Alemã, Língua Portuguesa e Estudos Literários no Centro Universitário Internacional Uninter. Desenvolve projetos de mediação de leitura e formação de mediadores de leitura pela FCC.

Mauro Tietz é graduado em psicologia pela Universidade Tuiuti do Paraná (1989). Iniciou ações na área cultural em 1996, na Fundação Cultural de Curitiba, onde assumiu a coordenação do Conservatório de Música Popular Brasileira, do Centro Cultural Solar do Barão, da Coordenação de Literatura, assim como a Diretoria de Patrimônio Cultural. É o idealizador do Programa Curitiba Lê.

Local: Casa Hoffmann
Ingresso: Gratuito

• 16 DE OUTUBRO (QUI)
9H ÀS 12H – O REAL E O FICCIONAL – OFICINA DE MEDIAÇÃO DE LEITURA

A presente oficina visa discutir a relação entre o real e o ficcional na literatura. Tal proposição encontra-se amparada na constatação de que em algumas das atividades desenvolvidas no âmbito do incentivo à leitura há determinados grupos de leitores que buscam,
invariavelmente, dentro dos textos de ficção, o real, considerando o ficcional como algo menor. Desta forma, o objetivo é dilatar não só o que se tem por real na literatura, mas também a própria ideia de realidade presente na vida das pessoas.
Assim, tem-se o intuito de estimular a simbolização e a
ressignificação, propiciando um encontro com a própria subjetividade daqueles que farão a oficina. Para tanto, serão propostas leituras compartilhadas de textos da Literatura Fantástica e/ou de cunho biográfico, nos quais é muito mais perceptível e, paradoxalmente, nebulosa a relação entre o real e a representação deste.

Ministrante: Leandro Toporowicz é graduando do 9° período de Licenciatura em Letras-Português, pela UFPR; trabalha como Mediador de Leitura da Fundação Cultural de Curitiba; é pesquisador do Devir, grupo de pesquisa em mediação de leitura; e é um dos organizadores do Poiesis, grupo que organiza palestras acerca de grandes obras literárias na UFPR.

Local: Palacete Wolf
Ingresso: Gratuito (mediante inscrição)
Público: Adulto

14H – RODA DE LEITURA “A CANTORA CARECA”
Leitura compartilhada e mediada do texto dramatúrgico de Eugène Ionesco Mediação: Alisson Freyer, Iamni Reche e Loren Luchesi
Classificação: 15 anos
Local: Casa da Leitura Dario Vellozo

14H ÀS 18H – MINIOFICINA DE CRIAÇÃO LITERÁRIA (1º ENCONTRO)
Ministrante: Monica Berger
Local: Palacete Wolf
Ingresso: Gratuito (mediante inscrição)
Público: Adulto

19H30 – DIÁLOGOS SOBRE CONTAÇÃO DE HISTÓRIAS COMO INCENTIVO À LEITURA Com Marta Morais da Costa (UFPR) e Vinicius Mazzon
Mediador: Luis Teixeira

Espaço para debate sobre a contação de histórias como processo de incentivo à leitura, assim como o papel do contador.

Luis Teixeira é mediador de leitura e produtor cultural. Há vários anos atua no desenvolvimento de projetos voltados à iniciação artístico-cultural de crianças e adolescentes, com foco na ativação de espaços escolares. É pesquisador de tradições orais e lúdicas ligadas à Cultura da Infância, e atuou em inúmeros projetos de incentivo à leitura e de difusão de manifestações da cultura popular.

Marta Morais é doutora em Literatura Brasileira pela USP. Integra conselhos de editoração e comissões julgadoras de literatura e assessora diversos projetos de incentivo à leitura, além de realizar palestras, oficinas e cursos. Publicou o livro “Mapa do mundo: crônicas sobre leitura”. Coordenou o Grupo Saberes de Contadores de Histórias. Atualmente é professora sênior da UFPR.

Vinícius Mazzon é ator e arte-educador desde 1996. Realizou diversos projetos de contação de histórias como forma de incentivo à leitura. Realizou também trabalhos para o rádio e o cinema.

Local: Palacete Wolf
Ingresso: Gratuito

• 17 DE OUTUBRO (SEX)
9H ÀS 12H – OFICINA MEDIAÇÃO DE LEITURA SOB AS AMBIÊNCIAS DO TEXTO LITERÁRIO

Esta oficina tem como objetivo investigar a mediação de leitura a partir do conceito de texto, como pensado por Roland Barthes e Julia Kristeva na segunda metade do século XX. Em um primeiro momento, iremos retomar o que compreendemos por nascimento epistemológico do leitor, isto é, iremos analisar o estofo teórico que viabilizou a valorização do papel do leitor para a constituição e existência da obra literária, uma vez que, a mediação de leitura, como realizada no século XXI (ao menos no Brasil, França e Colômbia), derivam, direta ou indiretamente, deste nascimento do papel do leitor diante da obra. Iremos nos alojar nesta curva do pensamento teórico para retirar dali conceitos que nos auxiliem a pensar a mediação.
Após situarmos epistemologicamente os participantes e enquadrarmos o conceito de texto, partiremos para a segunda parte desta oficina que consiste na proposta de um modelo de realização de rodas de leitura. Por fim, realizaremos uma roda de leitura pautada neste modelo.

Ministrante: Murilo Coelho é graduando em Letras Português, na UFPR e Letras Inglês na UFPA. Mediador de Leitura, pelo ICAC e FCC (Fundação Cultural de Curitiba). Membro do Coletivo Atalante (atuando na parte de literatura através do sarau “Leitura e Prosa” e do evento de extensão “Poiésis – Caminhadas Literárias”, que organiza). Participa, de forma esporádica, como comentarista de filmes nos Cineclubes SESI, Cinemateca e FAP.

Local: Palacete Wolf
Ingresso: Gratuito (mediante inscrição)

14H ÀS 18H – MINIOFICINA DE CRIAÇÃO LITERÁRIA (2º ENCONTRO)
Ministrante: Monica Berger
Local: Palacete Wolf
Ingresso: Gratuito (mediante inscrição)
Público: Adulto

14H – CONFERÊNCIA NOVAS PERSPECTIVAS PARA AS POLÍTICAS PÚBLICAS DE LEITURA NO BRASIL
Com José Castilho (Secretário Executivo do Programa Nacional do Livro e Leitura – MinC)

A conferência apresentará as novas perspectivas para as políticas públicas de leitura no país, seus desdobramentos para os municípios e a importância da criação de um Plano Municipal do Livro, Leitura e Literatura, com a articulação do poder público e da sociedade civil.

José Castilho Marques Neto é graduado e doutorado em Filosofia pela USP. Atualmente é professor assistente doutor da UNESP e Diretor Presidente da Fundação Editora da UNESP. Presidiu em vários mandatos entidades e instituições do livro e da leitura como a Associação Brasileira de Editoras Universitárias e a Asociación de Editoriales Universitarias de América Latina y el Caribe. É membro titular da Comissão Nacional do Instituto Internacional de Língua Portuguesa. Foi Secretário Executivo do Plano Nacional do Livro e Leitura, vinculado aos Ministérios da Cultura e da Educação (2006/2011), reassumindo o cargo em 2013.

Local: Auditório Londrina (Memorial de Curitiba)
Ingresso: Gratuito

• 18 DE OUTUBRO (SAB)
15H – DIÁLOGOS SOBRE LEITURA E ESCRITA LITERÁRIA
Com Otto Winck e Paulo Sandrini
Mediadora: Luci Collin

Qual o papel da leitura no processo de criação literária?
Este debate busca trazer reflexões sobre a importância da leitura para os escritores, assim como questões acerca do processo criativo.

Luci Collin é escritora, com 14 livros publicados (poesia e ficção). É professora do Departamento de Letras Estrangeiras Modernas da UFPR. Possui pós-doutorado na USP em literatura irlandesa. É graduada em piano, percussão clássica e letras.

Otto Leopoldo Winck é doutor em Estudos Literários pela UFPR. É autor do romance Jaboc, vencedor do Prêmio Nacional de Academia de Letras da Bahia de Romance 2005 e publicado pela editora Garamond. Ministra oficinas de análise e criação literária na FCC.

Paulo Sandrini é doutor em letras pela UFPR. Como escritor, publicou “Vai ter que engolir!”, “O estranho hábito de dormir em pé”, “Códice d’incríveis objetos & histórias de lebensraum”, “Osculum obscenum”, “O Rei era assim” e “Exposição das tripas”. É editor da Kafka Edições. Ministra oficinas de análise e criação literária na FCC.

Local: Palacete Wolf
Ingresso: Gratuito

19H – SARAU VOZES NUM DIVERTIMENTO
Vozes num Divertimento é um Sarau Literário que homenageará escritores curitibanos. Mediadores de leitura e atores farão performances, leituras e encenações de textos previamente escolhidos com o intuito de promover uma grande festa da literatura produzida na cidade, tendo muita música como pano de fundo! E, como em todo bom sarau, o público será convidado a fazer parte dessa grande celebração da leitura recitando textos literários à sua escolha.

Local: Palacete Wolf
Ingresso: Gratuito

Sobre o autor: Marcelo Wainer

Marcelo Wainer sabe bem a diferença entre comida requintada e comida requentada. Lê pouco, mas lê bem. É o primeiro leitor da newsletter do Alessandro Martins e recomenda que você assine. Assine aqui