Nos raros momentos em que estou sem assunto para abastacer este blog, o problema costuma ser resolvido não por o quê publicar, mas como publicar: a forma.

Inspiração é apenas uma pequena parte do processo de abastecer um blog. A maior parte da coisa é engenho.

A forma escolhida para um post ou artigo facilmente evoca um assunto.

Por isso, publico aqui esta série de tipos de posts que podem ajudar você. Mas lembre: não existe um formato puro.

Eles serão úteis no momento em que você sofrer um branco.

1. Entrevista

Uma entrevista pode ser feita de várias maneiras, até mesmo por email, facilitando a edição e a precisão das respostas do entrevistado.

2. Avaliação

Você pode avaliar qualquer coisa. Um livro, um liqüidificador, um software, um site. Procure ficar em seu nicho para conquistar a confiança de seu leitor e construir uma reputação de perito.

3. Responder perguntas

À medida que você for se tornando mais conhecido, leitores vão escrever para você fazendo perguntas. Valorize isso. Responda com precisão e atenção. Você conquista não só quem as fez, mas também quem gostaria de as ter feito e nem sabia disso ainda. Recentemente, pude fazer isso respondendo sobre como funciona o sistema de pontos do Ibovespa.

4. Indicar sites

Quando você se especializa, acaba conhecendo sites e maneiras de encontrar novos que as outras pessoas, mesmo aquelas que se interessam pelo seu tema preferido, não conhecem.

5. Responder artigos

Você depara com um artigo com o qual concorda ou discorda. Imediatamente é tomado de um sentimento avassalador que o obriga a escrever algo. Não desperdice essa oportunidade. Lempre de fazer um link para o texto que o motivou. Muitas amizades na internet começam assim.

6. Listas

Todo mundo adora listas. “Os 5 maiores erros…”, “As minhas 33 músicas preferidas”, “76 meios de ganhar mais dinheiro no AdSense”. Listas são fáceis de ler e gostosas de escrever.

7. Rankings

Semelhante às listas, mas costumam despertar mais paixões. Amor e ódio. As pessoas adoram rankings. Mesmo os mais subjetivos e arbitrários causam interesse. Afinal, por que seu livro preferido ficou na centésima sexta posição?

8. Como fazer

São os tutoriais. Pode ser um modo de tornar o ovo frito mais saboroso, uma maneira de pregar um botão na camisa em dez segundos ou como instalar determinado programa de modo mais eficiente.

9. Explique conceitos

Você já deve ter olhado em suas estatísticas e visto que alguém entrou por algum sistema de busca procurando algo como “O que é um ornitorrinco”. Ora, se isso faz parte de seu tema, por que não dar sua visão pessoal sobre o ornitorrinco? Por mais que um conceito seja velho conhecido de todos, sempre há uma maneira de reapresentá-lo inovadoramente.

10. Posts com links

Quem tem um blog ou mais costuma navegar muito. Aconselho que você tenha uma conta no Delicious. Assim poderá rapidamente recuperar sites interessantes que viu e que não couberam em nenhum artigo e, assim, fazer uma interessante lista de links para seus leitores. Veja um exemplo deste tipo de post.

11. Pergunte a seus leitores e publique as respostas

Por mais que você seja um poço de saber, seus leitores sempre terão mais a oferecer do que você imagina. Talvez eles nem tenham conhecimento disso. Faça uma pergunta. Depois, escreva um artigo analisando e tabulando as respostas.

12. Pergunte a outros editores e publique as respostas

Você pode fazer, por email, uma pergunta a outros blogueiros, de seu nicho ou não, e publicar um artigo analisando as respostas. Os seus leitores vão gostar de saber que você é um catalisador e um centralizador de informações tão bem relacionado.

13. Convide alguém para escrever

Peça um artigo a um outro editor de blog. Além de ele ficar feliz por ser prestigiado, certamente mais tarde retribuirá a gentileza.

14. Posts usando vídeos

Não importa sobre o que é o seu blog. Você vai encontrar uma pá de vídeos sobre isso, seja lá o que for, no YouTube e em outros agregadores de vídeos da internet. Basta garimpar.

15. Comparações

O que é melhor? O plano de saúde A ou o plano de saúde B? O FlickR ou o Fotolog? Senna ou Piquet? Analise ponto a ponto e dê o seu veredicto. Se preferir, deixe em aberto para que o leitor decida por ele mesmo.

16. Polêmicas

Esse é auto-explicativo. Não sei se o Senna era melhor, mas eu sempre preferi o Piquet. Você entendeu. Escreva algo que vá contra o senso comum e aguarde o resultado. Apenas não exagere para não ganhar fama de ser do contra. E, principalmente, não seja polêmico apenas por ser polêmico. Seja autêntico e fiel a seus princípios.

17. Séries

Planeje uma série em determinado número de partes. Escolha um assunto entre os diversos que o seu blog abarca e disseque-o até o osso ao longo de diversos dias. Se por um lado você sabe o que vai escrever durante um período de tempo, por outro cria expectativa em seus leitores, que ficam ansiosos por saber o que vem depois.

18. Comente notícias

Diariamente acontecem coisas sobre as quais você pode querer apresentar um enfoque original. Abrir as páginas de um jornal para um leitor comum pode ser desanimador, mas para você, editor de um blog, é inspirador.

19. Fale sobre seu próprio blog

Sua experiência como blogueiro pode ser importante para outros blogueiros e para seus leitores. De vez em quando, esse tipo de artigo também pode situar seu posicionamento editorial em relação ao resto da blogosfera.

20. Posts ou artigos pessoais

Todo blog é pessoal em maior ou menor grau. É uma das características desse meio de comunicação e ele não seria tão interessante se assim não fosse. Se você achar que tem cabimento fugir do assunto e, para variar, falar como foi o seu dia, não se acanhe: o blog é seu e você escreve o que quiser nele. Exerça sua liberdade.

21. Imagens

Imagens valem mais do que mil palavras, diz o senso comum. Às vezes valem mais, às vezes menos. Mas a verdade é que, mesmo não sendo muito úteis do ponto de vista dos sistemas de busca, podem ser muito atraentes para o seu leitor. Se você tem uma boa câmara, não desperdice essa possibilidade.

22. Promoções

Você está disposto a investir um pouco mais em seu blog? Escolha um prêmio e faça uma promoção. A participação do leitor pode estar vinculada a links ou a comentários ou a qualquer outra coisa que você imagine.

23.Citações

Está lendo um livro, blog, entrevista, revista ou jornal e achou um trecho interessante? Compartilhe com o seu leitor essa preciosidade. Acrescente os seus comentários e pronto.

24. Publicações coletivas

Escolha alguns editores amigos, definam um tema e publiquem em um dia específico. Além de render no mínimo os links entre vocês, vai abrir o horizonte de seu leitor e levar mais visitantes para outros editores de seu nicho. Tudo o que se faz em conjunto tem mais força do que individualmente.

25. Coletâneas externas

Escolha um tema. Por exemplo: “meios de melhorar a sua maneira de escrever”. Garimpe posts na internet que tratem desse assunto e faça uma coletânea para o seu leitor, com diversos links. Além de facilitar a vida dele, é uma chance de fazer links e travar novas amizades na blogosfera.

26. Coletâneas internas

Quando você se especializa em um assunto acaba escrevendo vários posts interessantes que, em algum momento, vão merecer destaque. Esta categoria pode aumentar o número de visitas por página de seu blog. Por exemplo: 12 Dicas que facilitam o seu hábito de leitura.

27. Testemunhos

Você passou por uma experiência e conta para o seu leitor. Pode ser a compra de determinado produto, a leitura de um livro, uma viagem, um assalto. Os leitores gostam muito de ler sobre experiências pessoais e muito do sucesso dos blogs se deve a isso. Tire partido.

28. Enquetes e votações

Os leitores gostam muito de votar e participar efetivamente de seu blog. Existem diversas ferramentas na internet que permitem que você publique enquetes. O WordPress tem até alguns plugins especialmente para isso.

29. Recicle comentários

Às vezes alguns comentários são tão bons que valem a pena ser publicados como posts. Isso valoriza a participação do leitor, que vai voltar mais vezes, e valoriza o conteúdo de seu blog. Não esqueça de linkar o post que originou o comentário, incentivando assim ainda mais participação em ambos os artigos

Atenção:

Notei que o artigo 10 Dicas para escrever melhor foi amplamente copiado em diversos blogs. Você tem autorização para copiar este artigo integralmente desde que aponte um link para cá.

Sobre o autor: Alessandro Martins

Sou o editor deste blog. Trabalhei como jornalista em Curitiba de 1995 a 2008, quando fui demitido e passei a me dedicar a escrever apenas na internet, em blogs e mídias sociais. Agora estou publicando minha newsletter que tem milhares de leitores: assine!