Nesta segunda-feira inicio minha pós-graduação em Literatura Brasileira e História Nacional na Universidade Tecnológica Federal do Paraná, o antigo Cefet-PR – onde cursei Mecânica.

Sem precisar em nenhum momento me deslocar até lá para fazer a inscrição e pagar a taxa de matrícula, duas semanas antes do início das aulas recebo o e-mail dizendo o livro que deverei ler para o primeiro módulo. Até parece mágica.

Tal organização me surpreendeu, visto que em outra instituição frustrei-me diversas vezes. Para não revelar a sua identidade, direi apenas as iniciais dessa universidade: PUC-PR.

O livro que estou lendo para o primeiro dia de aula é Angústia, de Angústia tem tudo de universal sem precisar sequer relar nessa vertente, por assim dizer, geográfica a não ser por acaso.

O personagem principal, Luís da Silva, é um sujeito aborrecido, um tanto egoísta e com seus toques de humor, voluntário ou não. Enfim, humano. Ele tenta, sem muito sucesso, fazer algo de sua vida medíocre. A partir da página 50, quando começa a interagir mais intensamente com os outros personagens ele se mostra mais solícito em relação às pessoas do que quando está perdido em seus pensamentos um tanto mesquinhos. Enfim. Humano.

Selecionei um trecho, dentre os primeiros parágrafos. Há alguns dias falávamos da entrada dos blogueiros na assim dita mais antiga profissão do mundo e creio que isso tem muito a ver com tal assunto:

Certos lugares que me davam prazer tornaram-se odiosos. Passo diante de uma livraria, olho com desgosto as vitrinas, tenho a impressão de que se acham ali pessoas exibindo títulos e preços nos rostos, vendendo-se. É uma espécie de prostituição. Um sujeito chega, atenta, encolhendo os ombros ou estirando o beiço, naqueles desconhecidos que se amontoam por detrás do vidro. Outro larga uma opinião à-toa. Basbaques escutam, saem. E os autores, resignados, mostram as letras e os algarismos, oferecendo-se como as mulheres da rua da Lama.

É só trocar o vocábulo certo pelo vocábulo correto.

Afinal, para bom entendedor, meia pa.

Serviço

Compare preços do livro Angústia, de livros de Graciliano Ramos, de livros sobre especialização, pós-graduação, livrarias, universidades, prostituição e tudo o mais.

Sobre o autor: Alessandro Martins

Sou o editor deste blog. Trabalhei como jornalista em Curitiba de 1995 a 2008, quando fui demitido e passei a me dedicar a escrever apenas na internet, em blogs e mídias sociais. Agora estou publicando minha newsletter que tem milhares de leitores: assine!