O caso de processo a blogs mais importante do ano foi o que sofreu a editora Denise Botmann do blog Não Gosto de Plágio. Ela recebeu uma queixa-crime da editora Martin Claret por conta das denúncias de plágio que fez em seu blog.

Uma blogueira que venceu juridicamente.

Os posts que ela escreveu sobre o caso de plágio e que geraram a queixa-crime estão baseados em fatos e, apesar de questões emocionais estarem envolvidas, ela manteve-se assim: embasada em fatos.

No que diz respeito a emitir opiniões e fazer denúncias, ela dá uma aula sobre o tema. Ela conhece as legislações dos temas que aborda no blog (direitos autorais e afins).

Por outro lado, nos posts em que ela fala sobre o processo que sofreu, você não vai ler o termo “liberdade de expressão”. Ela não o usa.

Reflita.

Sobre o autor: Alessandro Martins

Sou o editor deste blog. Trabalhei como jornalista em Curitiba de 1995 a 2008, quando fui demitido e passei a me dedicar a escrever apenas na internet, em blogs e mídias sociais. Agora estou publicando minha newsletter que tem milhares de leitores: assine!