Um parágrafo retirado do livro Borges Oral, uma coletânea de palestras ministradas pelo escritor argentino Jorge Luis Borges:

Recordo-me de que há anos se realizou um inquérito sobre o que é a pintura. Fizeram a pergunta à minha irmã Norah e ela respondeu que a pintura é a arte de proporcionar a alegria com formas e cores. Eu diria que a literatura é também uma forma da alegria. Se lemos alguma coisa com dificuldade o autor fracassou no essencial. Por isso, considero que um escritor como Joyce fracassou no essencial, porque a sua obra exige um esforço.

Talvez Joyce seja alegria para poucos, mas se Borges (que considera a atividade de leitor ainda mais desejável e nobre que a de escritor) encontrou dificuldades em ler Joyce, creio que, considerando o argumento do argentino, o irlandês fracassou, a despeito de sua importância quanto a fundação de tantas modalidades narrativas que, a partir, dele surgiram.

jorge-luis-borges

Sobre o autor: Alessandro Martins

Sou o editor deste blog. Trabalhei como jornalista em Curitiba de 1995 a 2008, quando fui demitido e passei a me dedicar a escrever apenas na internet, em blogs e mídias sociais. Agora estou publicando minha newsletter que tem milhares de leitores: assine!