Que tal revisitar as histórias das princesas mais conhecidas da Disney?

E que tal revisitá-las em filmes com atores de carne e osso?

Bom, para os próximos 5 anos a proposta da Disney Co é de reinterpretar as princesas clássicas e mais recentes em filmes com um roteiro um pouco diferente. A empresa pretende contar as mesmas narrações sob óticas diferenciadas e talvez até incomuns, dando ênfase a outros personagens que nas histórias das animações eram secundários ou pouco explorados, porém, de importância inestimável para o desenvolvimento das tramas.

Atualmente, duas produções já estão em andamento: Maleficent e The order of the seven. O primeiro se trata da história da Bela Adormecida contada a partir do ponto de vista da vilã, Malévola, os detalhes ainda não foram liberados, apenas sabemos que a personagem principal será interpretada por Angelina Jolie e que existem negociações sobre a personagem de Aurora (Bela Adormecida) que provavelmente será a atriz Elle Fanning (Compramos um Zoológico e Super 8), neste caso a trama parece se manter bem fiel à história original.

O que foi praticamente remodelada foi a história de Branca de Neve e os sete anões. Na nova versão Branca de Neve se chama Olivia Sinclair e se trata de uma princesa britânica expatriada que se junta a sete guerreiros fora da lei para derrotar uma imperadora má e restaurar a honra perdida da Ordem dos sete. Um detalhe interessante é que diferentemente do que se esperava, a história não se passará em um reino em estilo medieval e sim em uma Hong Kong imperial. A atriz principal é a Saoirse Ronan, conhecida pelo seu papel em Desejo e Reparação.

Além destas duas empreitadas que estão encaminhadas e devem começar suas gravações no final do ano, a Companhia também já estão investindo em uma nova versão de Cinderela, com Chris Weitz como o novo roteirista do filme da Gata Borralheira, Weitz foi o roteirista e diretor de filmes como “A Bússola de Ouro” e “Um grande garoto”. Quem está responsável pela direação é Mark Romanek (“Não me Abandone Jamais”) e a produção é de Simon Kinberg.

E mais (sim, ainda tem mais) os Estúdios já estão começando uma pesquisa para começar as adaptações live action de Mulan e A Pequena Sereia.

Mesmo que alguns fãs sejam contra as adaptações, revisitar estas histórias clássicas e que já tem mais de 20 anos de idade é uma forma de sempre reviver estes contos, nunca os deixando adormecer. É uma forma de recontar estas tramas para um público ávido por novidades e que nem sempre se contenta com as “velhas” historinhas tradicionais que eles sabem de cor.

Sobre o autor: Ana Carolina (oliviayale)

Jornalista com diploma. Autora da saga "A Irmandade das Olivias" e aprendiz de pesquisadora em Pós-Modernidade e Contos de Fada, cinéfila de carteirinha, apaixonada pela Disney e viciada em blogs.