Antes de escrever este texto, olhei o passado de meu blog sobre livros nos relatórios e gráficos de acessos.

Eu jurava que havia levado mais tempo para que ele chegasse à média de 1.200 acessos diários. Coisa de dois anos.

Mas, no dia primeiro deste mesmo ano de 2007, ele ainda tinha menos de 30 visitantes por dia. Quase um vazio demográfico digital.

E em 31 de março ele atingiu patamares acima de mil acessos para – salvo períodos de exceção – não mais descer.

No começo do ano eu tinha menos de 30 visitantes por dia

De 1° de janeiro de 2007 a 14 de fevereiro, um período de 45 dias, ele teve um total de 6.778 visitas.

De 15 de fevereiro a 31 de março, mais 45 dias, ele teve 27.451 visitas.

Aproximadamente o quádruplo do período anterior ou um crescimento de 305%.

No gráfico acima, a linha verde representa o primeiro período e a azul, o segundo

Posso dizer que fiz algumas coisas para que isso acontecesse. Umas foram propositais – frutos do aprendizado diário – e outras, admito, tive sorte.

Sei que alguns blogueiros já tiveram melhores resultados que eu, mas quero aqui compartilhar a minha experiência sobretudo com os iniciantes.

Eis o que eu fiz que julgo ter ajudado nesse crescimento:

Desenvolvi conteúdo especializado,
inédito e de qualidade

Sem isso você não vai chegar a lugar nenhum. Você precisa se tornar referência em um assunto.

Se não a melhor referência, pelo menos uma das melhores. Quanto menos conteúdo você duplicar melhor.

Tenha algo que só você tem.

  • Veja como abastecer infinitamente seu blog de assuntos e conteúdos novos.

Assim, você fica na ponta da cadeia de informações. Logo, ganha inevitáveis links.

Fiz links relevantes

Para ser descoberto e ser considerado relevante pelo público, você precisa fazer links para os “blogs famosos”, certo?

Errado.

Você precisa fazer links para blogs e sites relevantes do ponto de vista do leitor que procura pelo assunto de seu blog. Se os “blogs famosos” são relevantes – sob esse ponto de vista – então, tudo bem.

Além disso, os blogs famosos estão ocupados demais na tarefa de serem famosos. Não seja interesseiro.

Você pode linkar para eles, mas sempre tenha o ponto de vista de seu leitor potencial, se o link interessa a ele. Não a você.

A chance de ter uma retribuição espontânea de links – não só de quem o recebeu, mas também de outros editores que o lêem e que ficaram gratos por você ter escrito algo tão legal – é infinitamente maior se o link que você produziu for relevante para seu conteúdo.

E ganhar links é fundamental para aumentar os seus acessos, seja via mecanismos de busca, seja via cliques nos próprios links.

Aprendi o básico de SEO

Você não precisa ser um ninja de Search Engine Optimization (SEO) para melhorar seu posicionamento no Google e outros sites de busca. Aprenda o feijão com arroz para começar:

  • Como manipular a tag <title> de suas páginas.
  • Como fazer títulos relevantes.
  • Como colocar seus títulos entre as tags <h1> e </h1>
  • Ter um mapa do site para seus leitores e para o Google.
  • Entre outras coisas simples.

Recomendo, caso você leia em inglês, os posts sob a tag Seo For Everybody, do blog de Chris Pearson. De outra forma, recomendo que você aprenda a ao menos ler em inglês, cara-pálida.

Interagi com meus visitantes

Desde o começo de meu blog, eu respondo todos ou quase todos os comentários que recebo e todas as mensagens via formulário de contato.

Isso fideliza o leitor. E é o leitor fiel que gera links, que aumentam o seu ranqueamento nos mecanismos de busca, que trazem mais visitantes novos, que se tornam fiéis.

É um círculo virtuoso.

Isso dá trabalho. Mas por um lado é prazeroso conversar com pessoas que lêem e admiram o que você escreve e, por outro lado – como dizem -, “no pain, no gain”.

Se você queria moleza para aumentar os seus acessos veio ao lugar errado, cara-pálida.

Interagi com outros blogs

Você não precisa interagir com outros blogs apenas com links. Existem blogs que eu admiro, mas para os quais não faria o menor sentido fazer links o tempo todo.

Nesses eu comento, mando mensagens pelo formulário de contato, elogio quando for o caso, dou dicas e acompanho.

Sua rede precisa ser estabelecida em vários níveis de proximidade e você precisa estar presente nessa rede de várias formas. Não só em links em posts ou blogrolls, mas também nas caixas de comentários.

Essa interação, porém, não deve ser eventual. Deve ser uma atividade diária, disciplinada e, acima de tudo, prazerosa.

Goste de participar.

Eu comecei a participar de sites sociais

Participar de sites sociais por natureza expande sua rede de contados. Ninguém cadastra seus textos no Rec6? Não seja tímido. Faça você mesmo. Ainda que você não vá para a capa no começo, os freqüentadores irão começar a notar que você e seu blog existem.

  • Veja como você pode participar eficientemente do Rec6.

E tente também o Uêba. Alguns de meus picos de acessos aconteceram quando emplaquei um post na capa desse site.

Atualização – sites que podem direcionar tráfego para o seu:

Agregadores de artigos
http://www.dihitt.com.br
http://www.linkk.com.br
http://noticias.via6.com/
http://ptnoticias.com/
http://www.domelhor.net/

Roteadores de tráfego
http://www.galeriadelinks.com
http://www.ocioso.com.br
http://www.linklog.com.br
http://www.colmeia.blog.br
http://www.ueba.com.br
http://www.bombanet.com.br/

(via Escola Dinheiro)

Conclusão

Sei que ainda tenho muito mais a melhorar nos acessos de meus blogs, mas esse é um processo de aprendizado constante.

Também sei que há blogs com resultados ainda melhores que os meus por este ou aquele motivo. O objetivo deste artigo, porém, como você deve ter notado, não foi me gabar ou algo do gênero.

Apenas expus um resultado – melhor do que o de alguns e pior do que o de outros – e como fiz para obtê-lo.

Espero, assim, ter ajudado você, iniciante, com uma parcela de coisas que aprendi até aqui.

E que você possa, dessa forma, queimar algumas etapas.

Sobre o autor: Alessandro Martins

Sou o editor deste blog. Trabalhei como jornalista em Curitiba de 1995 a 2008, quando fui demitido e passei a me dedicar a escrever apenas na internet, em blogs e mídias sociais. Agora estou publicando minha newsletter que tem milhares de leitores: assine!