Esta lista começou com uma lista de bibliotecas incríveis feitas pelo site The Best Colleges indicada pela amiga e leitora Anamaria Kaiser Saggin.

No, entanto, desde que a publiquei pela primeira vez venho acrescentando outras bibliotecas que venho encontrando através da internet.

46. Bibliothèque Saint-Geneviève

A Biblioteca de Sainte-Geneviève está localizada em Paris. Foi projetada por Henri Labrouste, e a construção se estendeu de 1838 a 1850.

45. Biblioteca da Universidade de Zurique

A Biblioteca do Raoul Wallenberg Institute na Universidade de Zurique. Seis andares de biblioteca foram construídos dentro de um prédio histórico de 1908 para a faculdade de direito da Universidade de Zurique, na Suíça. Realizado por Santiago Calatrava, o projeto inova tanto no design quanto na engenharia e propõe uma intervenção sensível na edificação, respeitando o material e a estrutura originais. Em vez de esconder o pátio interno embaixo de vários pavimentos, Calatrava propôs criar a biblioteca como uma estrutura adicional, transformando o pátio em um átrium que recebe luz solar através da cobertura. Os novos espaços foram suspensos dentro do pátio e os seis andares de salas de leitura, em forma de anéis ovais, são suportados por apenas quatro pontos do pátio. A estrutura metálica dá a sensação de que o local flutua. A solução cria um espaço claramente moderno e completamente independente do edifício existente. (fonte) (foto de Benjamin Antony Monn)

44. Biblioteca da Ajuda, Portugal

A Biblioteca da Ajuda é uma das mais antigas Bibliotecas de Portugal caracterizando-se, pela natureza e riqueza dos seus fundos, como uma biblioteca Patrimonial que tem por objecto a conservação, estudo e divulgação do seu acervo documental. A Biblioteca encontra-se localizada em ala própria do Palácio da Ajuda desde 10 de Junho de 1880.  Das cinco salas de que se compõe a zona mais antiga da Biblioteca, são abertas ao público as três primeiras, que se distinguem especialmente pelas suas dimensões, altura das estantes e galerias, pelo seu mobiliário, além dos tectos decorados a fresco com a técnica “trompe-l’oeil”, por José Pereira Júnior. Aí se encontra exposta, em diferentes vitrinas, uma selecção documental de valiosas espécies  manuscritas e impressas, como pequeno exemplo do acervo da Biblioteca. Inclui-se também um conjunto de peças e artefactos (séc. XVIII / XIX) da antiga oficina de encadernação da Biblioteca Real. A origem da Biblioteca da Ajuda remonta ao século XV, como Biblioteca Real, sua antiga designação. Instalada desde o século XVI (?) no torreão poente do Paço da Ribeira, foi substancialmente enriquecida por D. João V, vindo a perder a maior parte do seu riquíssimo espólio no terramoto de 1755, após o que se procedeu à sua reinstalação em casas anexas ao Paço de madeira (Real barraca), na Ajuda. (fonte)

43. Biblioteca Nacional da França

Para quem assistiu ao filme “A Invenção de Hugo Cabret” e se encantou com as cenas na Biblioteca, olha ela aí. A Biblioteca Nacional de França (Bibliothèque Nationale de France) em Paris constitui a obra-prima de Henri Labrouste que, para além de arquitecto, revela ali a sua faceta de engenheiro. Antes de alcançar o êxito como arquitecto com a concepção da Biblioteca Nacional (1862-1868), Labrouste tinha já projectado a biblioteca de Sainte-Geneviève (1843-1850), cujo interior é sustentado por colunas e abóbadas de ferro fundido. Foi a primeira vez que este arquitecto usou uma armação de ferro num edifício público. (fonte)

42. Widener Library, na Universidade Harvard, EUA

A Harry Elkins Widener Memorial Library, conhecida como Widener Library, é o edifício primário do sistema de bibliotecas da Universidade Harvard. É a peça central desse complexo de 90 bibliotecas que totalizam 15,6 milhões de volumes, o maior acervo universitário do mundo. De acordo com a obra ficcional O Mito de Cthulhu, de H.P. Lovecraft, os poucos exemplares existentes do Necronomicon estão ali abrigados.

41. Biblioteca de Kanazawa, Japão

Cerca de 6 mil furos pontuam o concreto exterior desta biblioteca em Kanazawa, Japão, projetada pelos arquitetos Kazumi Kudo and Hiroshi Horiba, da empresa japonesa Coelacanth K&H Architects. (veja mais fotos)

40. Biblioteca Li Yuan

Liyuan3

A Biblioteca Li Yuan, idealizada pelo Lixiaodong Atelier, se encontra na pequena aldeia de Huairou a duas horas de Pequim. É ao mesmo tempo moderno e um cenário de contemplação silenciosa, perfeito para a leitura dos moradores que queiram a companhia dos livros.

Uma das ideias foi complementar a paisagem com o edifício. Então, em vez de adicionar um novo edifício no interior do centro da vila, foi escolhido esse local próximo às montanhas, a cinco minutos do centro da vila. (fonte)

39. Nova Biblioteca de Stuttgart

A proposta do arquiteto coreano Eun Young Yi foi selecionada em 1999 dentre 235 participações em competições como o projeto para a nova biblioteca central da cidade de Stuttgart. A construção custou 80 milhões de euros e começou há três anos. Yi criou um cubo monolítico com dois pisos subterrâneos e nove acima. Essencialmente, o edifício inteiro, tanto dentro como fora é branco. Os pisos da biblioteca principal circundam um espaço aberto com níveis ligados por escadarias. As prateleiras ficam nas paredes do entorno de cada um dos andares. (fonte)

38. Biblioteca do Convento de Mafra

O maior tesouro de Mafra é a sua biblioteca, com chão em mármore, estantes em estilo rococó e uma coleção de mais de 40.000 livros com encadernações em couro gravadas a ouro, incluindo uma segunda edição de Os Lusíadas de Luís de Camões. Situada ao fundo do segundo piso é a estrela do palácio, rivalizando em grandiosidade com a Biblioteca da Abadia de Melk, na Áustria. Construida por Manuel Caetano de Sousa, tem 88 m de comprimento, 9.5 de largura e 13 de altura. O magnífico pavimento é revestido de mármore rosa, cinzento e branco. As estantes de madeira estilo rococó, situadas em duas filas laterais, separadas por um varandim contêm milhares de volumes encadernados em couro, testemunhando a extensão do conhecimento ocidental dos séculos XIV ao XIX. Entre eles muitas jóias bibliográficas, como incunábulos. Estes volumes magníficos foram encadernados na oficina local, também por Manuel Caetano de Sousa. (fonte)

37. Biblioteca Nacional do Brasil

A Biblioteca Nacional, também chamada de Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro, é a depositária do patrimônio bibliográfico e documental do Brasil, considerada pela Unesco como a sétima biblioteca nacional do mundo e, também, é a maior biblioteca da América Latina. Entre suas várias responsabilidades incluem-se a de preservar, atualizar e divulgar uma coleção com mais de oito milhões de peças, que teve início com a chegada da Real Biblioteca de Portugal ao Brasil e cresce constantemente, a partir de doações, aquisições e com o depósito legal. (fonte)

36. Real Gabinete Português de Leitura

O Real Gabinete Português de Leitura, tradicional biblioteca e instituição cultural lusófona, localiza-se na rua Luís de Camões, número 30, no centro da cidade do Rio de Janeiro, Brasil. Encontra-se tombado pelo Instituto Estadual do Patrimônio Cultural. O edifício da atual sede, projetado pelo arquiteto português Rafael da Silva e Castro, foi erguido entre 1880 e 1887 em estilo neomanuelino. Este estilo arquitetônico evoca o exuberante estilo gótico-renascentista vigente à época dos Descobrimentos portugueses, denominado como manuelino em Portugal por haver coincidido com o reinado de D. Manuel I (1495-1521) (fonte).

35. Biblioteca Nacional da Bielorrússia, em Minski

Uma biblioteca notável, a Biblioteca Nacional da Bielorrússia tem a forma de um rombicuboctaedro (affffff!). O edifício tem 22 andares e foi inaugurado em 2006 , embora a biblioteca esteja em operação desde 1922. Ela tem uma plataforma de observação e concertos públicos em seu gramado. A Biblioteca possui mais de 8000 mil itens, e tem a terceira maior coleção de obras russas no mundo.

34. Biblioteca Joanina, na Universidade de Coimbra, em Portugal

A Biblioteca Geral da Universidade de Coimbra está em operação desde o início do século 16. Hoje detém mais de um milhão de livros, com um edifício separado para livros  anteriores ao século 19: a Biblioteca Joanina. Sua é em um majestoso estilo barroco majestoso.

33. Biblioteca Nacional de Singapura

A Biblioteca Nacional de Singapura está em um edifício de 16 andares de altura, construído em 2005. A biblioteca tem mais de 200 mil livros e também tem um centro de artes com um teatro para 615 pessoas. O edifício é decorado com vários jardins que oferecem vista para a cidade de Singapura.

32. Biblioteca Pública de Estocolmo

A Biblioteca Pública de Estocolmo é um dos edifícios mais notáveis ​​da cidade. A biblioteca foi inaugurada em 1928 e projetada por Gunnar Asplund, um dos mais importantes arquitetos da Suécia. O interior da parte principal do edifício é uma rotunda, dando aos visitantes uma visão visualmente agradável de muitas das prateleiras da biblioteca ao longo das paredes. A Biblioteca Pública de Estocolmo tem mais de 2 milhões de volumes e mais de 2,4 milhões de itens de mídia mista.

31. Biblioteca do Rijkmuseum, Amsterdam, Países Baixos

A Biblioteca do Museu Nacional Holandês localizada em Amsterdã. A biblioteca está focada em história da arte e detém mais de 350.000 volumes. Curiosamente, o catálogo online da Biblioteca do Rijkmuseum tem em exposição mais de 140 mil monografias, 20 mil catálogos de venda de arte, e 3.200 revistas.

30. Biblioteca José Vasconcelos, Cidade do México, México

A Biblioteca José Vasconcelos tem um edifício fenomenal. O ex-presidente mexicano Vicente Fox declarou se tratar uma das construções mais avançadas do século 21. Custou quase US $ 100 milhões para construir e foi foi o maior investimento em infra-estrutura da administração Fox que durou de 2000 a 2006. O sistema de arquivamento é visualmente impressionante, como se vê na imagem, e complementado por diversas esculturas incríveis, incluindo uma pelo artista Gabriel Orozco, um genuíno esqueleto de baleia pintado.

29. Biblioteca Herzog Augusto, Wolfenbüttel, Alemanha

Foi fundada em 1572 por um duque alemão e por volta do século 17 era uma das maiores bibliotecas da Europa. A coleção da biblioteca é de mais de 900 mil livros, mais de um terço dos quais foram impressos a partir do dia 15 ao século 18.

28. A nova Biblioteca de Alexandria, Alexandria, Egito

A Biblioteca de Alexandria foi a maior biblioteca da antiguidade. A nova Biblioteca de Alexandria é um memorial e uma tentativa de reconstrução. Custou US $ 220 milhões e foi concluída em 2002. Funciona como um centro cultural e contém um planetário, um laboratório de restauração de manuscritos, galerias de arte e espaço para exposições, museus, um centro de conferências e bibliotecas de nicho para crianças, adultos jovens, e cegos. Atualmente, a Biblioteca contém mais de 500.000 livros.

27. Biblioteca da Academia Phillips Exeter, Exeter, New Hampshire

A Biblioteca da Academia Phillips Exeter é a maior biblioteca da escola secundária no mundo.

26. Biblioteca George Peabody, Baltimore, Maryland

A Biblioteca George Peabody é a biblioteca de pesquisa da Johns Hopkins University e era originalmente a Biblioteca do Instituto Peabody, uma instituição que era para ser um centro cultural para Baltimore. A Biblioteca era uma parte do Instituto de 1878 até 1967 quando tornou-se propriedade da cidade de Baltimore. Acabou passando para Johns Hopkins, em 1982, onde agora detém coleções especiais da Universidade. Muitos dos títulos da coleção datam do século 19. O interior apresenta um átrio de 61 metros de altura, piso de mármore preto e branco.

25. Bibliteca do Mosteiro de Wiblingen, Ulm, Alemanha

O Mosteiro foi fundado Wiblingen em 1093 e remodelado em estilo barroco, no século 18. A Biblioteca é notável para os historiadores da arte por causa de sua rica ornamentação. Antes de entrar na Biblioteca visitantes podem ver a inscrição “Em quo omnes thesauri sapientiae et Scientiae”, que significa “Onde são armazenados todos os tesouros do conhecimento e da ciência”, uma citação perfeita para qualquer biblioteca.

24. Biblioteca do Castelo de Chantilly, Chantilly, França

É parte de uma propriedade de franceses que também inclui uma das mais importantes galerias de arte da França. A parte principal da propriedade (Grand Chateau) foi construído em 1528-1531 com o outro edifício anexo (Petit Chateu) a ser construído em 1560. O Grande Chateau foi destruída durante a Revolução Francesa e, posteriormente, inteiramente reconstruída 1875-1881. A biblioteca contém mais de 1300 manuscritos e 12.500 obras impressas, incluindo a Bíblia de Gutenberg e cerca de 200 manuscritos medievais.

23. Biblioteca Estadual de Victoria, Melbourne, Austrália

A Biblioteca Estadual de Victoria foi fundada em 1854 e detém mais de 1,5 milhões de livros. A peça central da biblioteca é a Sala de Leitura LaTrobe, um espaço octogonal com capacidade para mais de 1 milhão de livros e 500 pesquisadores ou leitores. Na ocasião da conclusão, a Sala de Leitura LaTrobe foi a maior cúpula do mundo.

22. Biblioteca Pública de Salt Lake, Salt Lake City, Utah

É um edifício único construído em 2003 que é resguardada por cinco paredes de vidros curvos que termina em uma claraboia de 20 mil m², no compromisso arquitetônico de focar na iluminação natural. O topo do edifício tem um jardim no terraço com árvores e flores. A Biblioteca possui mais de 500.000 livros.

21. Biblioteca do Monastério de Strahov, Praga, República Checa

A Biblioteca Mosteiro Strahov, localizado em Praga, está no Mosteiro Strahov, que foi fundado em 1149. As partes principais da biblioteca são o Salão Teológico, construído em 1679, e da Câmara Filosófica concluída em 1779. O mosteiro foi ocupado pelo governo comunista, a partir de 1950, e foi transformado no Museu Nacional de Literatura. Quando o regime comunista caiu, em 1989, o mosteiro e a Biblioteca foram devolvidos à ordem religiosa, que iniciou a restauração da Biblioteca, levando à impressionante estrutura que pode ser vista hoje. A Biblioteca possui mais de 110.000 volumes.

20. Biblioteca Mosteiro de Melk, Melk, na Áustria

A Abadia de Melk foi fundada em 1089 e logo depois uma escola foi fundada, o que levou à formação da biblioteca no século 12. A Biblioteca Melk rapidamente se tornou um dos maiores detentores de manuscritos do mundo. A Biblioteca dispõe de um teto alto adornado com belos afrescos pintados por Paul Troger. Hoje, a biblioteca ainda é conhecido por sua coleção de manuscritos medievais e também tem uma coleção proeminente de manuscritos musicais.

19. Biblioteca Real da Dinamarca, Copenhagen, Dinamarca

É a biblioteca nacional da Dinamarca e foi fundada em 1648 pelo Rei Frederik III. A biblioteca mantém todas as obras que foram impressos na Dinamarca desde o século 17. É a maior biblioteca nos países nórdicos. Muitas obras significativas são armazenadas ali, incluindo a correspondência de Hans Christian Anderson, mapas históricos da região polar.

18. Biblioteca do Trinity College, Dublin, Irlanda

É a maior biblioteca em Dublin e cumpre muitas das mesmas funções para a Irlanda que a Biblioteca do Congresso cumpre para os Estados Unidos. A Biblioteca na verdade é composta por quatro edifícios separados, mas o mais notável é o da antiga Biblioteca do Trinity College, de 1732. A “Sala Longa” na Biblioteca Velha é uma das maiores atrações turísticas da Irlanda.

17. Biblioteca Privada Jay Walker

Jay Walker é um inventor e empresário americano que usou sua fortuna para desenvolver uma notável biblioteca privada. Walker apelidou sua biblioteca de “A Biblioteca Walker da História da Imaginação Humana.” A Biblioteca está localizada em sua casa em Connecticut e contém mais de 50.000 livros, incluindo muitas primeiras edições e itens dignos de museu. A arquitetura é um projeto multi-nível inspirado nas obras de Escher.

16. A Biblioteca e Museu Morgan, NY, NY, EUA

A Biblioteca e Museu Morgan foi criada em 1906 para manter a coleção privada de banca magnata JP Morgan. A biblioteca abrigava sua coleção de manuscritos, livros impressos, gravuras e desenhos. Há também desenhos notáveis ​​de muitos artistas, incluindo Leonardo, Raphael, Picasso, Michelangelo e Rembrandt. Ainda: pedaços de papel que Bob Dylan usou para escrever “Blowin ‘in the Wind”, desenhos conceito para o livro de Antoine de Saint-Exupéry, O Pequeno Príncipe, e um manuscrito de Charles Dickens: Um Conto de Natal.

15. Biblioteca do Mosteiro Beneditino, Admont, Áustria

A Biblioteca do Mosteiro Beneditino é a maior biblioteca de mosteiro do mundo. A Biblioteca possui 70 mil volumes. O teto da Biblioteca é composto de sete cúpulas, todas decoradas com frescos elaborados por Bartolomeo Altomonte que exibem a progressão do conhecimento humano. O projeto da Biblioteca é fortemente influenciado pelo Iluminismo.

14. Biblioteca Nacional da Suécia, Estocolmo, Suécia

A Biblioteca Nacional da Suécia é responsável por preservar todo o material impresso sueco e detém mais de 20 milhões de objetos.

13. Biblioteca Nacional Austríaca, em Viena, Áustria

Bem como a Biblioteca do Congresso, a Biblioteca Nacional Austríaca é responsável pela coleta de todas as publicações que surgem na Áustria.

12. Biblioteca da Abadia de Saint Gall, St. Gallen, Suíça

A Biblioteca da Abadia de Saint Gall é a mais antiga biblioteca na Suíça e possui cerca de 160.000 volumes. A biblioteca foi fundada por São Othmar, que fundou a abadia de St. Gall, em 719. A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência ea Cultura nomeou a biblioteca como Património Mundial em 1983.

11. Biblioteca Central de Seattle, Seattle, WA

A Biblioteca Central de Seattle foi inaugurada em 2004 e possui uma arquitetura em vidro e aço criada pelos arquitetos Rem Koolhaas e Joshua Prince-Ramus. O objetivo do projeto era fazer um espaço convidativo aberto e arejado, evitando a percepção popular de que bibliotecas são escuras e abafadas. A biblioteca pode armazenar até 1,45 milhão de livros e atende mais de 2 milhões de pessoas por ano.

10. Biblioteca de Livros Raros Thomas Fisher, Toronto, Canada

A Biblioteca de Livros Raros Thomas Fisher é o maior coleção de livros raros no Canadá. A biblioteca é afiliada com a Universidade de Toronto. A coleção inclui numerosas obras notáveis, incluindo Principia de Newton (1687), First Folio de Shakespeare, a Crônica de Nuremberg (1493), e uma tábua cuneiforme babilônica de 1789 aC.  A coleção é composta de mais de 25.000 itens.

9. Biblioteca Pública de Nova York

É inspiradora em seu escopo e amplitude. É a terceira maior na América do Norte, tem mais de 50 milhões de itens em sua coleção, e consiste de 87 bibliotecas servindo 3,5 milhões de pessoas.

8. Biblioteca do Parlamento, em Ottawa, Canadá

Biblioteca do Parlamento, em Ottawa, Canadá é tão apreciada por esse país que adorna a parte de trás da nota de dez dólares canadenses. O edifício foi inspirado na Sala de Leitura do Museu Britânico. As paredes da Biblioteca são amparadas por 16 arcobotantes, e a sala de leitura principal tem um teto abobadado. O acervo da Biblioteca é composto por mais de 600.000 itens.

7. Biblioteca Pública de Boston

Foi criado em 1848 e desde então tem crescido a seu tamanho coleção atual de 22 milhões de itens, o que a torna a segunda maior nos Estados Unidos. A Biblioteca Central é composto por dois edifícios, o edifício Johnson eo Edifício McKim. O edifício abriga a coleção McKim da biblioteca de pesquisa e exposições.

6. Biblioteca Nacional de São Marcos, Veneza, Itália

A Biblioteca Nacional de São Marcos é um edifício renascentista e é o lar de uma das maiores coleções de importantes textos clássicos sobre o planeta. A Biblioteca foi construída durante um longo período e começou em 1537. Mas a coleção começou antes, em 1468, quando o cardeal Bessarion doou sua coleção de 250 manuscritos e 750 códices. Em 1603 uma lei foi criada exigindo que uma cópia de todos os livros impressos em Veneza fossem abrigados na Biblioteca Nacional. A Biblioteca hoje detém mais de um milhão de livros.

5. Biblioteca do Vaticano, Vaticano, Roma

Biblioteca do Vaticano é a biblioteca da Santa Sé e uma das mais antigas bibliotecas do mundo. Foi criada em 1475, mas existia em formas primitivas aproximadamente desde o início da Igreja Católica. Detém atualmente mais de 1,1 milhões de livros. A biblioteca possui o mais antigo manuscrito completo da Bíblia, e muitas outras importantes obras medievais.

4. Biblioteca de Livros Raros e Manuscritos da Universidade de Yale, New Haven, CT

É o maior edifício do mundo com propósito de preservação de livros raros e manuscritos. Inclui coleções especiais de vários escritores importantes, como Rudyard Kipling, DH Lawrence, Lewis Sinclair e Joseph Conrad.

3. Sala de Leitura do Museu Britânico, Londres, Inglaterra

A Sala de Leitura do Museu Britânico tem um teto abobadado feito de um tipo de papier-mâché (quero crer que se trata de um erro de tradução!).

2. Biblioteca Bodleiana, Oxford, UK

É a biblioteca da Universidade de Oxford. Foi criada em 1602, tornando-o uma das mais antigas bibliotecas da Europa. A Biblioteca tem mais de 11 milhões de itens, e muitos, muitos itens históricos, incluindo quatro exemplares da Carta Magna, uma Bíblia de Gutenberg, e o primeiro fólio de Shakespeare (a partir de 1623.)

1. Biblioteca do Congresso, Washington DC

A Biblioteca do Congresso é essencialmente a biblioteca nacional dos Estados Unidos e a mais antiga instituição cultural federal nos EUA. A biblioteca é constituída por três edifícios diferentes e é a maior biblioteca do mundo, medida pelo espaço para as prateleira e pelo número de volumes. A biblioteca é aberta ao público, mas como a instituição de pesquisa dos membros do Congresso apenas do Congresso (e juízes da Suprema Corte e alguns outros funcionários do governo) podem tomar livros emprestados. São mais de 32 milhões de livros, mais de 61 milhões manuscritos, um rascunho da Declaração da Independência, uma cópia perfeita em pergaminho da Bíblia de Gutenberg (um dos quatro no mundo), mais de 1 milhão de jornais dos últimos três séculos, mais de 5 milhões de mapas, 6 milhões de peças de partituras, e mais de 14 milhões de e gravuras.

Sobre o autor: Alessandro Martins

Sou o editor deste blog. Trabalhei como jornalista em Curitiba de 1995 a 2008, quando fui demitido e passei a me dedicar a escrever apenas na internet, em blogs e mídias sociais. Agora estou publicando minha newsletter que tem milhares de leitores: assine!