Andei pensando em uma série de dicas que podem ajudá-lo a encontrar assunto para seu blog e nunca mais ter um bloqueio. Claro que existem muitas outras possibilidades, mas por enquanto foram dessas que eu lembrei.

Cada uma delas pode ser desenvolvida separadamente, mas para uma primeira abordagem e para um auxílio mais intensivo a você publico-as sucintamente, por enquanto:

1. Invista na forma

Às vezes, se a resposta não vem no sobre o quê falar, ela vem no como falar. Eu já me aprofundei nisso dando 29 dicas de tipos de post para seu blog nunca mais ficar mudo.

2. Use o del.icio.us

Eu já ensinei um truque com os feeds do del.icio.us que vai abastecer você de assuntos não importa o tema de seu blog. O truque também pode ser usado com o Digg com algumas variações. Você também pode assinar o feed do Google News para uma pesquisa que lhe interesse.

3. Acompanhe a capa do Migre.me e de outros agregadores de links

Uma das principais características de um blog é servir de suporte para textos opinativos. Por isso, não se contente em ler e propagar as informações que você encontra nas capas. Saiba separar o que tem valor do lixo e acrescente algo.

4. Acompanhe seus blogueiros preferidos

Por blogueiros preferidos não me refiro aos blogueiros mais famosos. Me refiro aos blogueiros com os quais você se identifica. Vai ser natural buscar assuntos nesses caras, usá-los como referência e, mais tarde, eles usarem o seu blog como referência. Deixe a coisa acontecer.

5. Outros blogs de seu nicho

Se você não lê os outros blogs que abordam o mesmo tema que você, você está perdido. O interessante é que, muito mais que concorrentes, eles são colaboradores seus. Um aponta o caminho para o outro e um serve de referência para o outro. Para esta dica e para a anterior, é bom você aprender o que são feeds e como usar um bom leitor de feeds.

6. Twitter

O Twitter é a fonte perfeita para assuntos atuais. Desde os trending topics até os links que as pessoas que você segue fornecem.

7. Converse com esses seus colegas

Pode ser por MSN, Twitter, pessoalmente no boteco da esquina ou qualquer outro meio com que você se identifique. Conversas são como bolas de neve que fazem os assuntos surgirem. São sempre inspiradoras. É preciso estar atento, pois conversas podem ser tão divertidas que um assunto pode passar batido, na distração do momento. Daí a importância do próximo item.

8. Anote

Às vezes uma idéia para um assunto é tão boa que você tem certeza de que não vai esquecê-la jamais. Claro que esquecerá. Anote sempre. Suas anotações são fontes de conteúdo. Se você fizesse um blog com todas as idéias que já esqueceu desde que nasceu, certamente já teria uns mil artigos garantidos. Em meu blog, eu ensino alguns métodos para que você nunca mais esqueça suas idéias.

9. Fóruns

Nos fóruns você não só divulga o seu trabalho como, frequentando-os, você descobre dúvidas comuns que você pode ajudar a resolver, divulgando as soluções a seus leitores. Bem como também pode resolver as suas próprias dúvidas. Não esqueça de dar o crédito a quem ajudou você.

10. Comentários

Desde que comecei a levar blogs a sério, passei a incentivar os comentários. A melhor forma de fazer isso é respondendo a absolutamente todos. Valorizo isso, porque os comentaristas dão dicas preciosas para próximos artigos, séries ou continuações. Às vezes, o comentário é o novo artigo pronto. Peça autorização ao comentarista e dê o crédito.

11. Formulário de contato

Em meu blog sobre livros, se eu seguisse apenas as dicas que recebo pelo formulário de contatos ou por email, já seria suficiente para nunca mais ficar sem assunto.

12. Resposta a leitores

Quem faz isso muito bem são os blogs Dinheirama e o Papo de Homem. Esses editores descobriram a fonte inesgotável de temas que as dúvidas dos leitores podem ser.

13. Revistas e jornais

A verdade também está lá fora. Enquanto os blogs não se firmarem como um meio de informação – estão no caminho, mas ainda estão longe -, as principais fontes de informação inédita ainda serão os jornais e revistas, online ou não. Por um motivo muito simples.

14. Comece a cultivar fontes exclusivas

Os cadernos de telefones de jornalistas não têm preço. Neles estão todos aqueles para quem eles ligam ao menos uma vez por semana, quando não todo dia, como quem não quer nada, para saber as novidades. Imagine o quanto vale a confiança mútua entre você e uma fonte dentro da Google, por exemplo. Cultivar fontes, no entanto, demanda tempo, tato, diplomacia, paciência e ética. Você vai precisar delas se quiser se destacar, pois é delas que vêm as informações e o conteúdo exclusivos.

15. Livros

Livros estão parados no tempo e nem sempre trazem novidades. Mas nem só de novidades vive um blog. Um blog deve trazer coisas que interessem aos seus leitores. Um livro como Dom Quixote de La Mancha, por exemplo, é tão rico que tem coisas que podem interessar a dentistas, engenheiros, militares e até quem sabe especialistas em AdSense. Livros, sobretudo os mais antigos, têm a vantagem de ser fonte de informações que sobreviveram à passagem dos séculos e portanto são de alta relevância.

16. Assessorias de imprensa

Está na hora de os editores de blog mais sérios procurarem as assessorias de imprensa relativas a seus assuntos e dizerem que existem como potenciais divulgadores. As assessorias de imprensa não servem apenas para divulgar releases. A principal função delas é intermediar o contato entre você e pessoas que podem dar uma base melhor para os temas abordados em seu blog. Tanto em meu blog sobre livros como no sobre investimentos já tive oportunidade com esse tipo de contato.

17. Autoridades

Por mais que você domine um tema, sempre haverá uma autoridade maior, mais antiga ou mais importante nesse nicho. Elas sempre podem ser fontes para entrevistas ou novos artigos. Para chegar a elas, às vezes é necessário estar familiarizado com o item anterior.

18. Eventos

Eventos são fonte para muitos assuntos. Se você tem um blog sobre carros, por exemplo, vá a feiras automotivas, corridas e a todo o tipo de evento que com ele se relacione com esse assunto. Faça a cobertura. Você não precisa ter uma carteira de imprensa para isso. Basta estar lá. Se o seu blog é sobre culinária, vá a feiras gastronômicas e assim por diante. Se o seu blog não tem tema, vá a qualquer evento de que você goste e fale sobre ele. Cada evento, tem pelo menos uma centena de coisas sobre as quais se escrever.

19. Datas comemorativas

Os jornais se aproveitam muito desse recurso. Faltou assunto? Olhe na folhinha. No calendário, sempre há uma data comemorativa e para cada uma há uma maneira criativa de adaptar o seu tema para gerar um artigo inovador.

20. Pessoas

Ouça as pessoas. Diga o que você faz, fale sobre o assunto do seu blog. Todo mundo adora dar opiniões e contar histórias. Filtre as coisas legais que as pessoas dizem e aquelas opiniões mais comuns e você sempre terá o que dizer. Pessoas mais velhas são ótimas para isso. Não se surpreenda se, de repente, seu avô virar colaborador de seu blog.

21. Cursos

Faça um curso. Claro, um curso em uma área abordada por seu blog. Conte aos seus leitores o que aprendeu e o que foi mais proveitoso. Não esqueça de dar o crédito ao seu professor.

22. Organize um curso

Ah, não há ninguém dando um curso em sua área? Então organize o seu próprio curso, cara-pálida. Provavelmente você é a maior autoridade nesse tema em toda a Rede Brasileira de Blogs. Aprenda a ver as oportunidades. Depois conte como seus alunos reagiram ao curso no seu blog. Peça depoimentos a eles quanto aos resultados. Com a devida autorização, os depoimentos podem se transformar em mais conteúdo para o seu blog.

Conclusão

Ao menos cinco destas dicas poderão se adaptar mais ao seu caso. Se, depois delas, você ficar sem assunto novamente, eu não sei o que dizer.

Quem vai ficar sem assunto, então, sou eu.

Sobre o autor: Alessandro Martins

Sou o editor deste blog. Trabalhei como jornalista em Curitiba de 1995 a 2008, quando fui demitido e passei a me dedicar a escrever apenas na internet, em blogs e mídias sociais. Agora estou publicando minha newsletter que tem milhares de leitores: assine!